Evento em Curitiba dá dicas de como ganhar dinheiro com Drones

DroneShow realiza em Curitiba evento sobre como ganhar dinheiro com drones. Entenda


boxEm plena crise econômica nacional, o mercado de Drones para usos comerciais no Brasil está em grande expansão. Este movimento vem gerando muitas oportunidades para criação de centenas de empresas e milhares de empregos

“Trabalhar com drones para usos comerciais é uma excelente oportunidade de empreender hoje, no Brasil, de norte a sul. Das filmagens para fins publicitários à geração de dados 3D para agricultura ou inspeção de obras, o desafio é o interessado conhecer melhor a tecnologia e avaliar qual setor poderá se destacar mais”, comenta Emerson Granemann, Fundador e CEO da empresa curitibana MundoGEO e idealizador da feira e aplicativo DroneShow. “A cadeia produtiva do setor é ampla, com prestadores de vários tipos de serviços, fabricantes e importadores de drones, locação e comércio de usados, treinamento, vendas de acessórios e sensores dos mais simples aos sofisticados, consultoria, treinamento e assessoria técnica e jurídica para homologação e obtenção de licenças especiais para missões”, conclui.

Segundo a Associação Americana de Drones, a popularização do uso de drones para fins comerciais vai gerar, somente nos Estados Unidos, 100 mil empregos novos nos próximos 10 anos. Em 2016, a PriceWaterhouseCoopers classificou a tecnologia como disruptiva e fez a primeira pesquisa global sobre a expectativa de receitas a serem geradas em vários setores, desde a engenharia, segurança, agricultura, meio ambiente e inspeção de obras até o entretenimento, chegando a incríveis 127 bilhões de dólares.

Segundo um relatório publicado neste início de ano, pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, ao avaliar o mercado brasileiro e europeu, informa que existem 19 fabricantes de drones no Brasil, sendo 12 no estado de São Paulo. E que os drones mais usados para usos profissionais podem alcançar até 50 quilômetros, pesar menos de 5 quilos, voar até 6 quilômetros de altura a uma velocidade de até 60 quilômetros por hora, com autonomia entre 30 minutos a 2 horas e terem um custo entre 500 a 70 mil dólares.

No Brasil, os números são impressionantes. Em 2016, os empresários do setor fizeram uma previsão de faturamento de 200 milhões de reais e a feira DroneShow, realizada em São Paulo no ano passado, gerou mais de 40 milhões em negócios, segundo os expositores.

Em março deste ano está previsto o lançamento de um aplicativo para unir quem precisa comprar um drone ou contratar um serviço com quem quer vender. O aplicativo DroneShow já mapeou mais de 600 empresas brasileiras, desde as mais simples – de filmagens de eventos -, passando por agricultura até inspeções em plataformas de petróleo e torres de transmissão de energia. “Nossa expectativa é que existam mais de mil empresas no Brasil, principalmente de prestação de serviços, sendo que a maioria tem menos de dois anos de vida. Hoje, o investimento inicial para abrir uma empresa do setor pode ser de 20 a 300 mil reais, dependendo de qual mercado irá atuar”, finaliza Granemann.


Como ganhar dinheiro com Drones?

No dia 21 de fevereiro vai acontecer em Curitiba (PR) um seminário com foco em como empreender na área de veículos aéreos não tripulados, seguido de um curso sobre mapeamento com drones.

Emerson Granemann  vai apresentar os tipos de drones, sensores e softwares de processamento de dados, incluindo comparativos de preços. Vai dar dicas de  boas práticas segundo a legislação atual para trabalhar na legalidade e os números detalhados do mercado mundial e brasileiro do setor para aplicações comerciais.

Em seguida, o especialista George Longhitano, fundador e diretor da G drones, com experiência na prestação de serviços e na montagem, homologação e certificação de plataformas embarcadas e drones, vai orientar quem quer montar uma empresas no setor sob o ponto de vista de recursos humanos e tecnológicos para oferecer serviços de qualidade, segurança nas operações e alto valor agregado. Ele vai detalhar as várias aplicações dos drones e como cobrar pelos serviços de inspeção de obras, agricultura, infraestrutura, meio ambiente, florestal, mapeamento, topografia, publicidade, eventos, segurança, entre outros.  

Na parte da tarde acontece no mesmo local o Curso “Drones para mapeamento’. Ele não faz parte do Seminário e sua participação é opcional para o interessado que quer obter informações um pouco mais detalhadas para esta aplicação específica de mapeamento, muito útil para gestão de cidades, análise de impacto ambiental, agricultura e engenharia em geral

Nos intervalos da manhã e tarde haverá uma mostra de drones no hotel.

Serviço: Seminário “Como ganhar dinheiro com drones”, dia 21 de fevereiro das 9 às 13 hs e na parte da tarde opcionalmente tem o Curso “Drones para mapeamento” das 14 às 18 hs. Hotel: Hotel Victoria Villa na Avenida Sete de Setembro, 2448.

Investimento:

Seminário “Como Ganhar Dinheiro com Drones”: R$ 350,00
Curso “Drones para Mapeamento”: R$ 350,00
Seminário + Curso: R$ 600,00

Mais informações sobre a programação: http://www.droneshowla.com/como-ganhar-dinheiro-com-drones/curitiba/
atendimento@mundogeo.com ou 41 3338 77 89

Sobre a MundoGEO, promotora deste evento:

A MundoGEO, tem sede em Curitiba e foi fundada em 1998.  Hoje é líder na produção de conteúdo bilíngue, na promoção de eventos presenciais e online do setor de geotecnologias e drones. Conecta mais de 100 mil profissionais, através de vários canais, como revistas, portal de conteúdo, webinars e redes sociais. A empresa organiza desde 2015, anualmente em São Paulo, a maior e mais importante feira do setor na América Latina, a DroneShow, que em 2016 atraiu mais de 3.200 participantes, 70 expositores e contou com uma programação de cursos, seminários e debates com mais de 120 palestrantes.

 

facebook